Jurados

Saiba mais sobre o time de jurados
image

Coordenador Sensorial

Dan Strongin tem mais de 40 anos de experiência como Chefe, Jornalista, Coach e Mentor ao pequeno e médias empresas de alimentos de valor agregado. Um dos líderes no ressurgimento do queijo artesanal americano na década 90, trabalhava por mais de uma década e meia como consultor para os conselhos regionais de marketing e inovação dos estados de Califórnia e Wisconsin. Ele trabalhava desde 1994 diretamente com agricultores familiares, chefes, varejistas, distribuidores e o público também. Assessor e membro da Associação de Comerciantes de Queijo Artesanal Brasileiro (COMERQUEIJO), é um defensor de processos de negócios simples, elegantes e eficazes como cofundador do Deming Collaboration. Especialista na aplicação de Melhoria Contínua na administração da pequenas empresas.

image

Coordenadora Técnica

Michelle Carvalho é Consultora de Laticínios, graduada em Ciência e Tecnologia de Laticínios pela Universidade Federal de Viçosa (UFV-MG) em 2002. Especializou-se em pesquisas com Queijos Artesanais com mestrado em Desenvolvimento Rural Sustentável pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOSTE-PR) em 2015 e em Ciência dos Alimentos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2017. Atualmente é doutoranda em Ciência de Alimentos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), faz parte do comitê consultivo Rede Sial, é colaboradora do Grupo de Pesquisas do CNPq Tecnologia de Alimentos - UFSC, representante técnica da COMERQUEIJO e trabalha em prol da legalização dos Queijos Artesanais brasileiros.

Conheça o time de jurados da V edição do Prêmio Queijo Brasil:

Rodrigo Almeida, Comedor de queijo, Zootecnista pela Universidade Federa de Viçosa (UFV), com mestrado e doutorado em produção animal pela mesma instituição. Trabalhou como Analista de Políticas Sociais no Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e atua como Auditor Fiscal Agropecuário no Ministério da Agricultura desde 2014. Atualmente está a frente da Coordenação de Produção Artesanal.

Tiago Dardeau é mestre em Educação pela UERJ. No ramos gastronômico é Beer sommelier e sócio fundador da Confraria do Marquês, empresa pioneira na divulgação da cultura das cervejas especiais no Brasil. Em 2015 fundou o Clube do Queijo, primeiro clube de assinatura de queijos artesanais do Brasil. Desde então vem pesquisando queijos de várias regiões do país.

Graduação em Farmácia e Bioquímica pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUC-PR (2002); Master em Food Safety Technology pela University of Parma - UNIPR - Itália (2003); Quality Control Assistant na empresa Parmalat Itália S.p.A.; Doutorado em Food Science and Technology pela University of Parma - UNIPR - Itália (2008); Pós Doutorado em Biotecnologia Agroalimentar no Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2012) (conceito CAPES 7); Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) no Departamento de Ciência e Tecnologia de Alimentos (CAL)  e Professor Permanente do Programa de Pós-graduação em Ciência dos Alimentos (PPGCAL - UFSC) (conceito CAPES: 6); Chefe do Departamento CAL (2017-2019). Líder do Grupo de Pesquisas do CNPq: Tecnologia de Alimentos - UFSC; Participante do Grupo de Pesquisas do CNPq: Microbiologia de Alimentos - UFSC; Consultor para a indústria de alimentos no desenvolvimento de processos e de produtos de natureza tecnológica com mais de 30 SKUs atualmente no mercado mundial. Colaborador científico da European Food Safety Authority - EFSA e coordenador do Projeto Queijo Artesanal Diamante e Queijos Artesanais Maturados com Ácaros.

Ricardo Dornelles tem mais de 10 anos de experiência no mercado da gastronomia, Trabalhou em restaurantes em Porto Alegre durante cinco anos e por outros quatro dedicou-se às competições de alta performance na área. Como competidor, representou o Brasil na WorldSkills 2015 ( maior competição de educação profissional do mundo) e alcançou o bronze, feito inédito até então. Em 2017 e 2019, como treinador e avaliador, esteve novamente com a equipe gaúcha representando o Brasil no mundial. Atualmente é Chef Proprietário da Firma Bar, bar moderno com essência urbana que oferece alta gastronomia com preços acessíveis.

Guilherme Martin é mestre e doutor em Ciência e Tecnologia de Alimentos pela ESALQ/USP e Professor do Departamento de Microbiologia da Universidade Federal de Viçosa (UFV). É orientador de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola da UFV e atua nas áreas de microbiologia de alimentos, higiene de alimentos, boas práticas de fabricação, alimentos fermentados, microbiologia de queijos, dentre outras. Atualmente coordena o Laboratório de Microbiologia Industrial da UFV e projetos de pesquisa com a temática de queijos da Serra da Canastra.

Maria Conceição Oliveira é cozinheira e Pesquisadora, foi assessora da Secretaria Municipal de Cultura na interlocução entre os movimentos Sociais e o Gabinete da Secretaria de Cultura. e para a Produção Cultural da Biblioteca Mário de Andrade, realizando trabalhos de intercâmbio Cultural com Africanos e Movimento Negro. Ela fez a coleção e avaliação das coletâneas lançadas pelo Quilombhoje, Contos e Poemas Afro-Brasileiros. Trabalhou no Departamento de Patrimônio histórico da Secretaria Municipal de Cultura no desenvolvimento e coordenação do Projeto "História do Movimento Negro em São Paulo”.

Membro do Slow Food desde 2009, atualmente Conselheira da Associação Slow Food Brasil ligada a alimentos orgânicos e fortalecimento dos pequenos produtores rurais, interlocução comunidades quilombolas. Atualmente trabalha na Rede de Estudos em Memória, Patrimônio e Alimentação.